quinta-feira, 22 fevereiro, 2024
HomePolitica NacionalParlamentar cobra falta de ação de PM’s que atuaram em caso de...

Parlamentar cobra falta de ação de PM’s que atuaram em caso de mulheres agredidas

-

O presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana da Assembleia Legislativa de São Paulo, o deputado Emídio de Souza (PT), realizou três pedidos para que órgãos competentes investiguem, entre outras denúncias, a de inação de policiais militares diante das agressões cometidas por apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro contra duas mulheres, na última sexta-feira (6).

De acordo com as imagens que circularam nas redes sociais e que foram veiculadas na CNN, agentes de segurança presenciaram as vítimas sendo agredidas por apoiadores do ex-presidente que faziam uma carreata na região central de São Paulo. Nos vídeos, é possível ver que após a confusão os policiais militares se aproximam e escoltam os agressores até que eles entrem no carro.

Com base nessas imagens, o parlamentar enviou um ofício ao Coronel Eduardo Henrique Briciug Martinez, Corregedor da Polícia Militar do Estado de São Paulo, falando sobre a inação dos policiais que atuaram no caso.

A CNN teve acesso ao documento, que diz: “Os mesmos PMs, ao invés de tomarem as devidas providências, como o encaminhamento do agressor à delegacia, aparecem no vídeo inertes, depois escoltando o extremista de volta ao seu carro, em uma atitude de proteção ao agressor e de desdém da vítima.”

Outro ofício enviado pelo parlamentar foi destinado ao delegado Gaetano Vergine, Diretor do Departamento de Polícia Judiciária da Capital. No documento, Souza pede investigação dos fatos e a identificação do agressor.

Leia mais

Apoiador de Jair Bolsonaro agride mulheres no centro de São Paulo

Manifestantes furam bloqueio, entram na Esplanada e invadem o Congresso Nacional

Acampamento bolsonarista é desmontado em BH; jornalista é agredido

A procuradora-chefe da 3ª Região do Ministério Público Federal para SP, Rosane Cima Campiotto, também recebeu um ofício relatando “Agressão física e violência política na Av. Angélica”, segundo o documento.

O parlamentar conversou com a reportagem sobre a importância de fiscalizar e cobrar os órgãos de segurança pública. “A violência política é inaceitável no nosso país. Nós temos que ser muito rápidos na apuração. Os órgãos de polícia têm que apurar para fazer com que isso não aconteça mais”, explica.

Ouvidor das Polícias

A CNN entrevistou o ouvidor das Polícias do Estado de São Paulo, o professor Cláudio Silva. Por telefone, ele contou que já foi instaurado procedimento em relação ao caso e que os trabalhos serão retomados a partir de segunda-feira (9).

“Amanhã irei me reunir com a equipe para iniciar a emissão dos ofícios pedindo informações, identificação dos policiais e abertura de procedimentos na corregedoria da PM”, explica.

Silva explicou que ainda na data de ontem (7) conversou com a corregedoria da Polícia Militar, que teria dito que, não tinha conhecimento do caso, mas que após receberem os vídeos, iriam determinar a abertura de um “procedimento disciplinar”.

Respostas

A CNN procurou a Polícia Militar que enviou a seguinte nota: A Polícia Militar esclarece que após tomar conhecimento das imagens completas da ocorrência, mostradas pela reportagem, determinou ao Batalhão ao qual pertence os policiais militares a apuração dos fatos, bem como o motivo pelo qual não foi conduzido ao distrito policial o autor da agressão verificada na filmagem.

Este conteúdo foi originalmente publicado em Parlamentar cobra falta de ação de PM’s que atuaram em caso de mulheres agredidas no site CNN Brasil.

Related articles

Midias Sociais

0FansLike
0FollowersFollow
3,913FollowersFollow
21,500SubscribersSubscribe

Latest posts