terça-feira, 27 fevereiro, 2024
HomePolitica NacionalLula recebe governo com ao menos 8.600 obras inacabadas, segundo TCU

Lula recebe governo com ao menos 8.600 obras inacabadas, segundo TCU

-

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) inicia o seu terceiro governo com ao menos 8.674 obras inacabadas pela gestão anterior. É o que mostra relatório do Tribunal de Contas da União (TCU), o qual a CNN teve acesso.

Nos próximos dias, a Casa Civil da Presidência da República deve disponibilizar aos prefeitos e governadores uma ferramenta para que atualizem os dados sobre os projetos realizados com dinheiro da União que estejam nessa situação.

Segundo o levantamento do TCU, o percentual de obras não concluídas no país com recursos federais aumentou de 29% para 38,5% nos últimos dois anos. São projetos que já receberam R$ 27,2 bilhões em repasses. Os estados com mais obras paradas são Maranhão, Bahia e Pará.

Leia mais

Ana Moser chega com missão de construir a base do esporte e alto rendimento teme ficar de lado

Saída da Conab da Agricultura desagrada ala de ruralistas e dificulta apoio a Lula

Bruno Dantas toma posse como novo presidente do TCU

O relatório do TCU mostra que a educação é a área com mais obras paralisadas, com 3.993 em todo o Brasil; em segundo lugar estão projetos menores que envolvem setores como mobilidade e saúde, com 1.966 obras casos; na sequência aparecem 569 obras de infraestrutura paradas; outras 380 destinadas a práticas esportivas; e 449 realizadas para fomentar o turismo.

Os grupos técnicos responsáveis pela transição do governo já haviam apontando que as obras paradas seriam uma das heranças deixadas por Jair Bolsonaro (PL).

Pelas contas do vice-presidente, Geraldo Alckmin (PSB), que coordenou os trabalhos, o número de construções inacabadas pode ser ainda maior, se levado em consideração o uso de recursos de estatais, agências e universidades.

No dia 22 de dezembro, ao divulgar o balanço das ações da transição, Alckmin disse que “o governo [anterior] deixaria um legado de 14 mil obras públicas paralisadas em todo o país”.

O vice-presidente classificou a situação como um desmonte do estado brasileiro: “Isso não é austeridade, isso é ineficiência de gestão. Uma tarefa hercúlea que vem pela frente”, declarou à época.

De acordo com ele, estão paradas obras de construção de escolas, hospitais, pontes, praças, rodovias, ciclovias, quadras esportivas, mercados públicos, abrigos, casas populares, aterros sanitários, sistemas de saneamento e urbanização, terminais de passageiros e diversos outros empreendimentos.

No documento final elaborado pela transição, os técnicos declaram claro a necessidade do novo governo em adotar medidas e implementar novos projetos para a retomada de obras paralisadas, mas que é necessário adequar as previsões orçamentárias e capacidade de investimento no setor.

“A retomada das obras é um fator indispensável para a recuperação e melhoria da infraestrutura do país, o crescimento econômico sustentável e a geração de emprego e renda.” aponta o documento.

Este conteúdo foi originalmente publicado em Lula recebe governo com ao menos 8.600 obras inacabadas, segundo TCU no site CNN Brasil.

Related articles

Midias Sociais

0FansLike
0FollowersFollow
3,913FollowersFollow
21,500SubscribersSubscribe

Latest posts